12 °C Lisbon, PT
Novembro 16, 2018

Mouchão 2013, um vinho de culto

Após uma espera de cinco anos na adega centenária da Herdade do Mouchão, a colheita mais recente do Mouchão, vinho emblemático e referência incontornável da região do Alentejo, acaba de ser apresentado ao mercado. O segredo do sucesso deste vinho deve-se à preservação de uma rigorosa receita original, que tem desafiado o tempo, colheita após colheita.

Entre os ingredientes principais está o respeito pelo terroir de excelência onde a Alicante Bouschet, casta rainha da casa, se instalou pela primeira vez em Portugal, e a utilização continuada das ancestrais técnicas de vinificação, tais como a vindima manual, a pisa a pé em lagares tradicionais e a prensa manual.

Segue-se um processo cuidado e paciente: após a fermentação, o vinho é trasfegado para tonéis de grandes dimensões de carvalho português, macacaúba e mogno onde decorre a fermentação malolática. Passa depois por um estágio de 36 meses nestes tonéis, procedendo-se por fim ao seu engarrafamento, onde fica em repouso por mais 24 meses, o último passo antes do vinho ser lançado para o mercado.

Quando chega ao consumidor, apresenta-se no princípio da sua vida, com um longo caminho pela frente. De cor granada intensa evidencia aromas de fruta de compotas de amoras negras, com notas de azeitona madura, menta e especiaria. A sua estrutura é marcante, possuindo uma frescura característica e um conjunto de sólidos e exuberantes taninos, num conjunto único e que faz desta referência um vinho ímpar e intemporal.

O Mouchão 2013 assume-se, por isso, como um tinto sério, despretensioso e fiel ao perfil clássico da Herdade do Mouchão. Acompanha na perfeição pratos vigorosos e intensos, sendo também a escolha de eleição para harmonizar com queijos curados. Recomenda-se o serviço a uma temperatura de 16-18ºC.

O PVP é de 42,50€.