12 °C Lisbon, PT
Dezembro 12, 2018

British Airways despede-se do emblemático Boeing 767

O 767 entrou na frota da companhia em 1990 e fez mais de 425.000 voos comerciais. O último voo comercial ocorreu no domingo, entre Lárnaca e Heathrow, antes de ser transferido ontem para St Athan, no País de Gales.

Esta alteração acontece poucos dias depois da nova aquisição pela companhia aéreia do 30º Dreamliner 787.

A British Airways despediu-se ontem de um dos aviões mais icónicos da sua frota, o Boeing 767. Os dois últimos 767 da companhia aérea foram enviados para St Athan, no País de Gales, após o seu último voo comercial, no domingo, de Lárnaca, no Chipre, para Heathrow.

Desde que a British Airways operou o seu primeiro 767, em fevereiro de 1990, numa viagem de curto curso até Paris, a frota destas aeronaves completou mais de 425.000 voos comerciais. Frankfurt foi a rota onde os entusiastas puderam localizar mais frequentemente o 767, em que o avião completou cerca de 15.000 voos de ida e volta do aeroporto. No entanto, também realizou rotas de Abu Dhabi para Calgary e Nova Iorque. Embora estes aviões tenham sido maioritariamente utilizados para viagens de longo curso, nos últimos anos foram reconfigurados para realizar trajetos de curto curso, incluindo para Atenas e Lárnaca, bem como algumas rotas internas.

Esta alteração acontece quando a British Airways olha para o futuro da frota. A companhia aérea acaba de receber o 30º Boeing Dreamliner 787 – o mais recente avião da frota da British Airways. Além de ser 40% mais silencioso, o Dreamliner também consome menos 20% de combustível do que outros aviões de tamanho semelhante. Isso significa uma redução nas emissões de dióxido de carbono e óxido de nitrogénio. Contudo, o 787 não é o único modelo a ser adicionado à frota. No final do ano, a companhia irá receber outro avião pioneiro, o seu primeiro Airbus A350, no âmbito do investimento de 4,5 mil milhões de libras para os clientes nos próximos cinco anos.

Relativamente à retirada do 767, o Comandante Al Bridger, Director of Flight Operations da British Airways, afirma que “o 767 tem sido uma parte brilhante da nossa frota, fazendo algumas das nossas rotas mais populares e dando a capacidade de oferecer aos clientes o que foi um serviço líder de mercado no seu tempo. Faz sentido que, com a retirada do 767 da frota, tenhamos a nossa 30.ª entrega de outro avião líder no setor, o 787, que oferece aos consumidores uma experiência excecional nos céus”.

O último voo comercial do 767 ocorreu no avião reg G-BZHA. Este avião voou pela primeira vez em 1998 e fez cerca de 23 milhões de milhas. Visitou Lárnaca 900 vezes. Atualmente, Atenas é a sua rota mais popular, onde completou 1.275 viagens de ida e volta. Estima-se que este avião tenha transportado cerca de 4 milhões de clientes em quase 23.000 voos.

Pub